maracujá

Benefícios do Maracujá

O maracujá é um fruto de formato arredondado. Quando está maduro, apresenta-se na cor amarela. Sua polpa localiza-se em seu interior e tem grande quantidade de sementes, geralmente pretas.

O fruto é bastante utilizado na produção de sucos ou polpa de maracujá. A origem do seu nome vem do tupi Mara kuya, que significa “fruto que serve ou alimento na cuia”.

É muito comum encontrá-lo em zonas tropicais e subtropicais da América. Ele é produzido pelas plantas do gênero Passiflora. O nome da árvore que lhe dá origem chama-se Maracujazeiro e possui mais de cento e cinquenta diferentes espécies, mas as três mais cultivadas são o maracujá amarelo, o roxo e o doce.

maracujá

Maracujá origem

Não se conhece ao certo a origem do maracujá. No entanto, sabe-se que é uma planta nativa das regiões tropicais da América Central e do Sul. Acredita-se que ela tenha surgido na Amazônia brasileira. Atualmente, é possível cultivá-la em qualquer área tropical ou subtropical do mundo.

Foram os jesuítas que deram o nome Passiflora, no século XVII, para essa planta. Eles viam a planta como um símbolo dos sofrimentos de Jesus. Isso se deve ao seu formato: suas folhas eram de três pontas, as quais assemelhavam-se a lanças. Elas os remetiam aos consistentes flagelos sofridos por Cristo. De forma semelhante, as dez pétalas de sua flor eram comparadas aos dez apóstolos, sendo excluídos Judas e Pedro, aqueles que decepcionaram a Cristo.

Maracujá fruta

A fruta do maracujá, principalmente a do gênero Passiflora edulis, é cultivada para fins comerciais. Seus principais produtores são o Caribe, Flórida (Sul) e o Brasil. Depois de plantado, a colheita acontece de seis a nove meses depois do plantio.

Antes de comprar, procure observar se ele está com a casca brilhante, lisa e firme. Isso em geral garante a qualidade do produto que se está adquirindo.

É comum que nos maracujás de casca enrugada estejam a polpa mais doce, enquanto os de casca lisa sejam mais azedos. Isso acontece devido ao processo de amadurecimento do fruto. Quando a casca chega a enrugar é porque a fruta maracujá está madura.

O fruto do maracujazeiro pode ser consumido tanto em sua forma natural quanto em doces, sucos, xaropes e sorvetes. O Brasil é o maior produtor de maracujás do mundo.

Maracujá cultivo

O cultivo do maracujá pode trazer muito lucro, já que ele é uma fruta muito valorizada. O período compreendido entre julho e agosto é a melhor época para o plantio. Para o cultivo do maracujá ser bem sucedido, é importante observar os seguintes critérios: solo profundo, temperatura média de 25 C e irrigação abundante.

fruta maracujá

Benefícios do maracujá

Com um sabor tipicamente característico, o maracujá possui inúmeros benefícios, dentre os quais estão:

1.Melhoria da saúde do coração

As fibras que existem nesse fruto ajudam na redução do colesterol ruim (LDL) e estimulam o aumento do colesterol bom (HDL). Com bons níveis de colesterol no sangue, é possível evitar vários problemas cardíacos, especialmente o AVC, a trombose e o infarto. Os antioxidantes, encontrados no maracujá, ajudam a proteger as artérias, evitando a arteriosclerose.

2.Ajuda a prevenir o câncer

A vitamina C é um dos antioxidantes mais importantes para combater o câncer, pois ela impulsiona o sistema imunológico e combate os radicais livres que podem alterar o DNA das células e deixá-las cancerosas. Um maracujá apenas contém a metade das nossas necessidades diárias dessa vitamina.

3.Protege a visão

As vitaminas A, C e os flavonoides presentes nessa fruta combatem o envelhecimento da retina e diminuem os prejuízos causados pelos radicais livres. Ou seja, o maracujá melhora a qualidade da nossa visão.

4.Ajuda a controlar a pressão arterialmaracujá fruta

O maracujá é rico em potássio. Esse elemento químico combate e os mecanismos que possam manter a pressão arterial elevada. Isso acontece porque o potássio ajuda a equilibrar os níveis de sódio no corpo. O sódio é um grande vilão, pois eleva o risco de ataques cardíacos e de AVCs.

5.Auxilio na digestão

A fruta tem grandes quantidades de fibras solúveis. Elas ajudam na melhoraria o processo de digestão. A vantagem disso é que organismo absorve melhor os nutrientes.

6.Melhora a qualidade do sono

O maracujá possui alcaloides e flavonoides que atuam como tranquilizantes no cérebro, melhorando a qualidade do sono.

7.Melhora a imunidade

A vitamina C encontrada no maracujá estimula o sistema imunológico. Isso significa que ficamos mais resistentes a gripes, resfriados e infecções, por exemplo.

Malefícios do maracujá

Não chega a ser um malefício, mas é importante tomar cuidado com o chá das folhas de maracujá. Ele deve ser tomado com cautela, pois as folhas contêm ácido cianídrico (cianeto), o que pode levar a pessoa a um quadro de intoxicação se o consumo do chá for exagerado. Esse é um alerta feito pela Embrapa, instituição muito conceituada no que diz respeito a esse assunto.

Maracujá para emagrecer

O maracujá possui muitas propriedades emagrecedoras que não são muito conhecidas, ele possui uma substância chamada pectina que causa a sensação de saciedade. Ela também “transporta” as gorduras e a glicose do organismo, fazendo com que elas sejam eliminadas nas fezes.

A casca do maracujá tem se reafirmado cada vez mais como uma parte que contém diversos benefícios direcionados a quem quer perder peso. Para aproveitar todo o potencial dessa parte da fruta, faz-se com ela a farinha de maracujá. Ela faz parte dessa nova moda de, com o objetivo de ajudar na perda de peso, transformar os alimentos em farinhas, muitas delas, muito nutritivas.

A farinha, por exemplo, tem duas vezes mais potássio que o suco da fruta. O mesmo se dá com outros nutrientes, como a vitamina B3, por exemplo. Mas é importante prestar atenção na dosagem permitida: no máximo duas colheres de sopa por dia tomadas, preferencialmente meia hora antes da refeição, orientam os especialistas.

suco de maracujá

Existem também outras formas de fazer uso da farinha. Ela pode ser polvilhada sobre os alimentos e dissolvida em bebidas, como sucos e vitaminas, por exemplo. A recomendação é não levá-la ao fogo, pois os estudos ainda não foram conclusivos sobre a possibilidade de perda de valor nutritivo em casos de aquecimento.

Entre os benefícios oferecidos pela farinha para auxiliar no processo de emagrecimento estão:

–  Sensação de saciedade, proporcionada pela pectina.

– Menor produção de insulina, o que implica menor quantidade de células de gordura no tecido adiposo.

– Redução de picos de glicemia, ou seja, prevenção da diabetes.

– Redução das taxas de colesterol e triglicérides.

Apesar dos muitos fatores positivos, é bom lembrar que o consumo em excesso pode ocasionar alguns desconfortos, como, por exemplo, vômitos e diarreia.

A farinha pode ser adquirida em lojas de produtos naturais. Você quer fazer a sua própria farinha de maracujá? Nós te ensinamos!

Como fazer sua própria farinha de maracujá?

O primeiro passo é higienizar as frutas que serão usadas. Para isso, coloque os maracujás de molho por aproximadamente quinze minutos em uma solução composta por água sanitária e água.

Não se preocupe, a água sanitária não vai contaminar a fruta, desde que você respeite as corretas proporções: um litro de água para uma colher de sopa de água sanitária.

Em seguida, lave os maracujás com bastante água, abra-os, retire as polpas e reserve-as. Para fazer a farinha, você só usará as partes brancas. Corte-as em pedaços menores, coloque-os em uma assadeira e leve ao forno médio por cerca de trinta minutos.

Aguarde que os frutos esfriem e leve-os ao liquidificador. Você deve batê-los no liquidificador até que se transformem em uma farinha.

Para finalizar, use uma peneira para separar eventuais pedaços maiores. Conserve sua farinha na geladeira, em um recipiente que tenha boa vedação. Assim você poderá usá-la por um período de até três meses.

A poupa reservada, você poderá usar para fazer suco natural ou outras receitas. Daremos nessa matéria uma dica de como aproveitar essa poupa em uma receita deliciosa.

Receita de biscoito de maracujá com coco

Você vai adorar essa receita!

Separe os seguintes ingredientes:

  • 2 xícaras de farinha de trigo integral;
  • 3 xícaras de farinha de maracujá;
  • 1 xícara de açúcar mascavo;
  • 2 colheres de cacau;
  • 1 1/2 xícara de leite de coco;
  • 6 colheres de sopa de óleo de coco;
  • 4 colheres de suco de maracujá concentrado.

Obs.: o óleo de coco você dificilmente encontrará em supermercados. Mas em lojas de produtos naturais, é relativamente simples localizá-lo. Depois dessa, você poderá aproveitá-lo em outras. Especialistas também o recomendam como um alimento que auxilia no processo de emagrecimento.

Modo de preparo:

Em uma vasilha, comece a misturar todos os ingredientes, acrescentando cada um aos poucos. Mexa com as mãos até que se torne uma massa homogênea e que você consiga lhe atribuir diferentes formatos.

Em seguida, em uma assadeira, forme pequenas bolinhas com as mãos. Em uma mesa ou bancada, estique a massa com um rolo. Se não o possuir, use, alternativamente um rolo de papel laminado ou papel filme para chegar ao resultado desejado.

Terminada essa parte, com uma faca ou espátula, corte a massa em pequenos quadradinhos ou em círculos. Coloque papel alumínio ou papel manteiga para que os biscoitos não fiquem grudados na assadeira.

Leve ao forno médio, aproximadamente duzentos graus, sem necessidade de pré-aquecimento, durante cerca de 15 a 20 minutos. Vá observando os biscoitos e só os retire quando estiverem bem cozidos.