jenipapo

Benefícios do Jenipapo

Em guarani, jenipapo significa “fruta que serve para pintar”. Isso porque, do sumo do fruto verde, se extrai uma tinta com a qual se pode pintar a pele, paredes, cerâmica etc.

Jenipapo, da família Rubiaceae, é originado do jenipapeiro (Genipa americana). Apesar do nome técnico ser escrito com G (Genipa), a árvore e a fruta jenipapo são grafadas com J.

Trata-se de uma árvore que pode chegar até a altura de vinte metros e cujo tronco tem um diâmetro entre trinta e oitenta centímetros de espessura. A árvore do jenipapo pode ser encontrada em toda a área tropical do continente americano.

No Brasil, é possível achar pés de jenipapo em regiões da Amazônia e da Mata Atlântica. A fruta jenipapo tem uma polpa que possui cheiro forte e é comestível, embora geralmente seja usada não in natura, mas para fazer compotas, doces, xaropes, licores, dentre outros.

fruta jenipapo

A árvore oferece uma madeira branca, fina e de fácil manejo. Por essa razão, é muito usada para esculturas e tornos.

Há muitas superstições envolvendo o jenipapeiro. Entre elas a crença de que dentro dele há fantasmas que poderiam atuar impedindo o desenvolvimento dos rebanhos. Outros, mais práticos, creem que o motivo para se manterem longe dele seja outro: ao amadurecer, os frutos caem de uma altura que pode chegar a 15 metros tendo força suficiente para quebrar as telhas de uma casa.

Cultivo

A árvore jenipapo cresce em terrenos argilosos e úmidos. Ela também se desenvolve em solos profundos e drenados. Geralmente a plantação acontece na primavera e frutifica entre os meses de setembro e abril, mas pode demorar até um ano para começar a dar fruta.

Pode-se reconhecer que a fruta está madura por sua consistência e coloração. O jenipapo torna-se melhor para o consumo in natura, quando amadurece e amolece no pé; sua casca enruga-se e adquire uma cor avermelhada ou amarelada, diferente da cinzenta e áspera do fruto verde.

Usos do jenipapo

A polpa do jenipapo, quando a fruta já amadureceu, é ao mesmo tempo doce e azeda, podendo ser utilizada para fazer refrescos, vitaminas, compotas, etc.

Quando se cozinha o jenipapo e se acrescenta cachaça e açúcar, é possível obter um delicioso licor. A polpa da fruta, dividida em pedaços e juntada com açúcar, pode ser colocada por algumas horas na geladeira, assim forma-se a conhecida jenipapada.

A fruta também pode ser consumida in natura, acrescentando-se açúcar. É possível também fritá-la na manteiga e comê-la com canela. Caso queira, você também pode adicionar açúcar. Não foram encontrados registros de que o jenipapo emagrece.

A tinta do jenipapo

Quando é retirado do pé ainda verde, a polpa do jenipapo tem um uso específico: a tinta do jenipapo. Da polpa retira-se um líquido que passa por um processo químico natural. O resultado disso é que a fruta passa a ter uma coloração que varia entre o azul-escuro e o preto, transformando-se em tinta.

Os índios faziam uso da tinta para pintar seus corpos e para enfeitar objetos, como as cerâmicas, por exemplo. No corpo, ela fica muito tempo: só sai depois de pelo menos sete dias. Na madeira, dificilmente pode ser retirada. O nome jenipapo teve origem no tupi-guarani “nhandipab” ou “jandipab“. Essa referência é exatamente à qualidade da fruta para ser usada em pinturas.

Seu preparo ocorre da seguinte forma: o jenipapo é colhido ainda verde, quando sua polpa é mais rala. Mistura-se então, água e polpa. Em seguida, com um pano, torce-se bem a mistura até recolher todo o caldo.

O caldo é posto em uma panela para aquecer e quando começa a fazer espuma, a tinta estar pronta. Para os índios, a pintura do corpo usando a tinta tinha muitos significados, desde guerrear até pintar-se para uma festa. Além disso, muitos ainda misturavam a tinta com carvão para que ficasse ainda mais escura.

O licor de jenipapo

Licor de jenipapo é uma bebida alcoólica muito estimada no nordeste e centro-oeste, sendo muito comercializada em cidades que recebem turistas, como Caldas Novas, por exemplo.

Os mais famosos licores de jenipapo artesanais são feitos no Recôncavo baiano. Eles são postos em toneis onde ficam por até um ano passando por um processo de fermentação. Então são retirados e preparados para serem consumidos, geralmente em festas de São João. Maragojipe, Cachoeira, Cruz das Almas e Santo Amaro são as cidades mais famosas pela produção desse tipo de licor.

Aprenda agora a fazer o licor de jenipapo:

Você vai precisar de:

  • 5 frutas de jenipapos
  • 900 ml de água
  • 800 g de açúcar
  • 500 ml de aguardente (cachaça, pinga).
  • 1 vidro grande com tampa

Certifique –se de que o vidro escolhido tenha um bom sistema de vedação. Coloque nele a aguardente e reserve. Lave os jenipapos e corte cada um deles em quatro pedaços. Em seguida, coloque os jenipapos no vidro, feche bem sua tampa e deixe-os lá por dez dias.

Passado esse tempo, leve ao fogo pegue o açúcar e a água e ferva bem até formar uma calda grossa. Esse processo deve durar em torno de meia hora. Retire do fogo e deixe esfriar.

fruta jenipapo

Despeje a mistura da calda de açúcar no vidro que continha o jenipapo com a pinga e coe tudo com um pano, espremendo bem para retirar os restos do jenipapo.

Use um filtro de papel grande e coe tudo novamente para ficar bem filtrado. Pronto! Agora é só saborear o seu licor caseiro!

Propriedades e benefícios do jenipapo

Conheça alguns benefícios do jenipapo:

1.Combate à anemia

Por ser fonte de ferro, o jenipapo pode ser considerado um aliado no combate à anemia. Seja tanto para prevenir a doença ou como auxílio ao tratamento (que deve ser feito com acompanhamento médico). Para se ter uma ideia, um jenipapo tem a quantidade de ferro que necessitamos consumir diariamente.

Além disso, a casca da fruta contém tanino, um importante composto que não apenas combate a anemia, mas também outras complicações como a úlcera, por exemplo.

Uma sugestão neste caso é fazer o suco de jenipapo. Para isso, coloque no liquidificador pedaços da fruta, bem como a quantidade de água desejada. Bata os dois ingredientes e coe a mistura.

jenipapo

2.Controle das plaquetas do sangue

O suco do jenipapo é considerado eficiente no auxílio ao controle das plaquetas do sangue e pode ser recomendado para pacientes que passam por tratamento de quimioterapia

De acordo com o Hospital do Câncer de Barretos, esse tratamento pode comprometer a capacidade da medula óssea de produzir plaquetas ou abaixar o número dessas células sanguíneas. Também chamadas de trombócitos, elas são responsáveis pela coagulação do sangue quando ocorre um sangramento.

3.Afrodisíaco

No nordeste, existe a crença de que o jenipapo dá energia aos homens e maior poder de atração às mulheres, o que o torna um afrodisíaco.

Caso tenha se interessado, anote essa receita de suco de jenipapo afrodisíaco:

Você vai precisar de:

  • Jenipapos;
  • 1 colher de chá de tribulus terrestris;
  • 1 colher de chá de mel;
  • Água.

Corte os jenipapos em pedaços. Leve-os ao liquidificador junto com os demais ingredientes e bata-os. A indicação para quem deseja obter os benefícios afrodisíacos da bebida é consumi-la uma vez por dia.

*Tribulus terrestris é uma erva daninha muito utilizada com finalidade afrodisíaca. É importante saber que as mulheres não devem fazer uso dessa erva alguns dias antes e durante o ciclo menstrual. Ela também é contraindicada para pessoas diagnosticadas com qualquer tipo de câncer, crianças, gestantes, e mulheres que estejam amamentando. As mulheres que sofrem com hipertrofia do clitóris, alterações na glândula suprarrenal, síndromes de androginia, quedas de cabelo e pele oleosa também não devem fazer uso do produto.

  • Efeitos da gravidez

O fruto do jenipapeiro ainda pode ser benéfico para as futuras mamães. Ele pode ajudar a amenizar as crises de enjoos e vômitos pelas quais as mulheres passam nos primeiros meses da gravidez.

  • Combate a catarata

A raiz do jenipapeiro é indicada para combater problemas como a catarata. Da raiz da planta, pode-se extrair um líquido branco do qual se pode fazer chá.

  • Bronquite

O jenipapo também mostra excelentes resultados no tratamento contra a bronquite, tanto que dá origem a um xarope natural que ajuda no tratamento do problema. Aprenda a fazer o xarope.

Você vai precisar de:

  • Três jenipapos cortados em pedaços;
  • 1 limão-galego com casca em pedaços;
  • 2 L d’água;

Em uma panela, coloque a água, os jenipapos cortados em pedaços e o limão-galego. Deixe cozinhar durante 40 minutos. Em seguida, retire a panela do fogo, espere que seu conteúdo esfrie e adicione o mel. Você pode guardar o xarope em um vidro que tenha uma boa vedação e mantê-lo em temperatura ambiente.

A recomendação é que adultos tomem uma colher de sopa do xarope de duas a três vezes ao dia. Já as crianças devem ingerir uma colher de chá de uma a três vezes ao dia.